Livros para amantes da filosofia

Três dicas de leitura para relaxar e refletir

Da redação | Foto: Shutterstock/Divulgação | Adaptação web Isis Fonseca

Leitura

Para os fãs de leitura e da filosofia, listamos abaixo 3 livros para refletir sobre temas através de temáticas como o comportamento, romance e evolução, confira!

A alma do mundoA alma do mundo (The soul of the world)
Autor: Roger Scruton
Tradução: Martim Vasques da Cunha
Editora: Record, 238 págs.

Um dos mais respeitados nomes do conservadorismo britânico, Roger Scruton evita defender a prática ou doutrina de uma fé em especial. No entanto, em seu novo livro, “A alma do mundo”, o filósofo lança seu olhar sobre uma visão religiosa do mundo, que, a seu ver, não pode ser captada pelas lentes dos materialistas e dos naturalistas. Longe de apresentar uma defesa da existência de Deus, Scruton argumenta que, independentemente do significado evolucionista que possa ser atribuído à crença religiosa e seu papel na seleção natural, há uma função fundamental que ela representa, referente à manutenção da vida humana. O autor afirma que as discussões atualmente em voga sobre as crenças religiosas estão relacionadas ao confronto entre o cristianismo e a ciência moderna e aos ataques terroristas do 11 de setembro, que aumentaram a tensão entre o Islã e o mundo ocidental.Romance

 

A montanhaA montanha (The mountain story)
Autora: Lori Lanses
Tradução: Ana Maria Mesquita
Editora: Bertrand Brasil, 322 págs.

No dia de seu aniversário de 18 anos, após a morte de um amigo e a prisão de seu pai por causa de um homicídio, Wolf Truly decide subir a montanha do Pico do Anjo e se atirar de lá. Mas, no meio do caminho, ele acaba encontrando três mulheres que mudarão o rumo de sua vida. Depois de uma série de infortúnios, o grupo passa cinco dias no frio, sem comida, água e abrigo, em meio à natureza selvagem. O livro é contado, muitos anos mais tarde, de forma confessional por Wolf. Ele relata a história para o filho Daniel, que está prestes a entrar na faculdade. O pai considera que agora ele está pronto para descobrir tudo o que aconteceu naquela experiência dramática na floresta, em que uma das mulheres não sobreviveu. Com inúmeras reviravoltas, “A montanha” fala sobre perda, esperança, redenção e sacrifício.

 

Raiz das estrelasRaiz das estrelas: um jardim que é meu… o jardim que é nosso – Um tratado de ética profunda
Autor: Pavitra Shakti
Editora: publicação independente, 300 págs.

A divergência entre o comportamento humano e a sobrevivência do planeta. Um sistema de crenças em xeque. Uma ética fundamentada nos valores que se constroem através do mergulho no Si e suas metáforas. Eis algumas das questões abordadas pelo terapeuta transpessoal, escritor, compositor e diretor-geral da cooperativa artística Ungambikkula Pavitra Shakti Shankar. Em seu livro de estreia Raiz das estrelas: um jardim que é meu, o jardim que é nosso – Um tratado de ética profunda – Pavitra enfoca a ética como pedra fundamental da existência humana, desenvolvendo reflexões profundas sobre a Consciência “construída por experiências reais, simbólicas e imaginárias”, nas palavras de Martinha Claret. Explora importantes conceitos, como o de auto-investigador: “Não seria uma perspectiva interessante poder saber mais sobre a natureza humana utilizando a própria mente como laboratório?”, pergunta-se o físico Victor Mamanna, em prefácio à obra.

Para ver mais dicas de leitura, assine a Revista Filosofia Ciência & Vida e garanta conteúdos exclusivos!