Em Debate

Migalhas do pensamento


Entenda como tem início o preconceito para com a atitude filosófica nos dias de hoje


por Marcus Rafael Rodrigues*


Antonio Gramsci
Teórico e militante político marxista, Antonio Gramsci (1891-1937) foi preso político durante a ditadura fascista de Benito Mussolini e escreveu Os Cadernos do Cárcere.
Nicolla Abbagnano
Nascido em Salerno, Itália, Nicolla Abbagnano (1901-1990) foi filósofo e professor de História da Filosofia na Universidade de Turim.

Uma das apostilas do Ensino Médio da rede pública do Estado de São Paulo, os chamados "cadernos do aluno", traz um texto cuja maior referência é o filósofo italiano Antonio Gramsci. O texto dá apontamentos que visam conduzir, em linhas gerais, o estudante à compreensão de como se origina o preconceito, mas também mostra como a filosofia pode nascer daquilo que chamamos de bom senso.

Por bom senso não entendemos aquilo que Renè Descartes expressou no início do Discurso do Método: "A faculdade de bem julgar e de distinguir o verdadeiro do falso, propriamente chamado de bom senso ou razão, é, por natureza, igual em todos os homens". Bem, na verdade, a perspectiva cartesiana sobre o bom senso parte de uma compreensão positiva do mesmo, como se este fizesse parte da condição humana e, por isso, irrevogavelmente o ser humano sempre agisse com base no bom senso quando quisesse estabelecer um juízo de valor sobre alguma coisa.

Com o conceito de atitude filosófica deparamos, senão com a maior, certamente com uma das maiores e mais genuínas ideias sobre a filosofia, uma vez que é quase consensual a interpretação da mesma sob a ótica humana. O que lhe confere, em última instância, um caráter de universalidade, e ao mesmo tempo, de compreensibilidade para a mesma, assim como sugere A. Gramsci ao mencionar que "todos os homens são filósofos", pois são capazes de filosofar através do seu dia a dia, das diversas situações em que se encontram frente ao inusitado, ao inesperado e ao complexo. A atitude filosófica é, sem dúvida, atitude humana e profundamente humana, da interrogação e da falta de compreensão ante à natureza, que corrobora nossa fragilidade e, porque não dizer, nossa falência, sobretudo no âmbito relacional e produtivo. Em suma, filosofar é deixar-se conduzir pela arguição, pelo assombro e, muitas das vezes, tornar-se um com o novo saber, do qual se está enamorado, aceitando assim não somente a diferença que vicia e ilude, mas que amadurece o pensamento.

Lecionando para estudantes da 3ª série do Ensino Médio do interior de São Paulo, em nossas boas reflexões tenho observado como esse tema tem a ver com o dia a dia das pessoas, desde os próprios estudantes até o nosso ambiente de docência nas escolas públicas, bem como na própria estrutura relacional de empresas, quando se diz da questão profissional especificamente. Falava aos estudantes de como o momento em que vivemos é propício para o filosofar, muito embora o desafio de filosofar em um período de militarismo, por exemplo, me constrange e faz refletir sobre o real significado do engajamento já proposto tão grandemente pela corrente filosófica do marxismo, em especial por Jean- Paul Sartre; não que desejo o retorno do período mas, por algum momento, me vi engajado em um desafio muito maior que foi o militarismo. Mas, de volta à nossa reflexão, disse o quanto nos é propício filosofar, ter atitude filosófica, sobretudo quando se trata de questionar e criar consciência com relação à realidade em que se vive. O grande perigo está na ausência de equilíbrio dessa prática, que pode se confundir com algum tipo vulgar de anarquismo.

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>
 
 
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: 17/09/14
De sinônimos e antônimos
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: 17/09/14
A empatia como constructo essencial
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: 17/09/14
Base para uma educação de sucesso

Conhecimento Prático Filosofia :: Reportagens :: Edição 23 - 2010
Mito da Caverna:


Conhecimento Prático Filosofia :: Reportagens :: Edição 23 - 2010
O animal Político


Conhecimento Prático Filosofia :: Capa :: Edição 42 - 2013
Trabalho como conceito filosófico


Conhecimento Prático Filosofia :: Capa :: Edição 28 - 2011
Hannah Arendt, pensadora da política e da liberdade



Edição 49

Saiba antes de todos as novidades da revista




Capa
Artigo
Em Debate
Grosso Modo
Idéias
Reportagens
Filosoteca

Expediente
Assine
Anuncie
Fale conosco
Mande suas sugestões
Favoritos

Faça já a sua assinatura!
Conhecimento Prático Filosofia

Assine por 2 anos
12x de R$ 9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Prático Geografia

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Língua Portuguesa

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Prático Literatura

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS